Pré-moldados e pré-fabricados são opções rápidas para construir

Cada vez mais usado em construções industriais, comerciais e de galpões, o pré-moldado tem ganhado espaço também em obras residenciais. De acordo com o engenheiro civil Rogério Cusinato, as estruturas pré-moldadas geralmente são usadas para reduzir o tempo e mão de obra na edificação, pois esse modo de construção é um processo construtivo rápido e de pouco desperdício. "Podem ser produzidos pilares, vigas, lajes, paredes, telhas, entre outros", explica.

Em obras residenciais, o engenheiro explica que, como a construção "tradicional" é artesanal, demanda muita mão de obra, enquanto no pré-moldado as peças chegam prontas e são montadas com máquinas. Devido a isso, construir com pré-moldados é mais rápido. Porém, ele alerta que, se a área a ser construída for muito pequena, o valor dessa forma de construção pode sair mais caro.

A aposentada Maria Amélia Guimarães optou pelo pré-moldado ao construir, há cerca de um ano. Ela conta que decidiu fazer a obra desta forma pelas facilidades, como rapidez e limpeza após a construção, já que o pré-moldado deixa poucos resíduos.

O engenheiro Rogério afirma que, em geral, não é preciso ter cuidados especiais com construções pré-moldadas, pois as estruturas são normatizadas dentro dos padrões de qualidade e segurança, mas que é sempre bom verificar se existe algum tipo de patologia. Maria Amélia conta que não teve que se preocupar com isso. "Tudo ficou por conta da empresa construtora, desde a sondagem de solo até o levantamento das estruturas".

Segundo Rogério, o valor do pré-moldado pode variar bastante em função das características da obra, mas o valor estimado por metro quadrado fica entre R$ 500 e R$ 800.

A aposentada diz que não se arrepende de ter optado por essa forma na hora de construir. "Não vi desvantagem nenhuma", afirma.

Pré-fabricado também é versátil
Além do pré-moldado, existem também os pré-fabricados, que são igualmente versáteis e também agilizam o processo de construção. Ambos devem atender padrões e especificações técnicas, mas, segundo Rui Guerra, diretor da Premodisa, que produz pré-fabricados, a diferença entre os dois materiais é que os elementos pré-fabricados em concreto são produzidos industrialmente e o pré-moldado é produzido dentro do canteiro de obras.

O pré-fabricado também proporciona prazos reduzidos e qualidade na obra. Rui afirma que esse sistema atende desde residências até prédios multipavimentos.

As vantagens em optar por esse tipo de construção são diversas. "Como a construção dessas peças é realizada dentro de uma indústria, é possível ter total controle da qualidade, resistência, dimensões e acabamentos. No canteiro de obra, o uso do pré-fabricado diminui, drasticamente, a mão de obra, o desperdício de materiais, elimina a geração de entulho, promove maior organização e reduz o tempo de obra, além de garantir o rápido retorno do investimento. Outra vantagem do pré-fabricado em concreto é que os custos não sofrem alteração no decorrer da obra".

Segundo Rui, o pré-fabricado reduz em cerca de 25% o tempo de obra, devido à execução simultânea das etapas de fundação e fabricação.

Rui afirma ainda que as peças possuem um rigoroso controle de qualidade e especificações, mas recomenda a aplicação de produtos que protejam a superfície, no intuito de se evitar a penetração de impurezas, que, ao longo do tempo, possam prejudicar a aparência.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *